Monday, March 19, 2007

Uma mensagem reconfortante para publicitários

Cansado de ver aquele anúncio que você tanto gostava reprovado pelo cliente? Frustrado porque, na última hora, o filme mais legal da campanha foi cortado por falta de verba? Indignado porque aquele conceito que parecia perfeito de tão simples e direto não foi entendido por ninguém?

Amigo, você está chorando de barriga cheia. Há, nesse momento, profissionais muito mais frustrados que você. Gente que estudou, investiu na carreira com a clara intenção de fazer o mundo melhor, mas que, dia a dia, tem visto suas convicções serem estupradas como uma miss beleza negra no quarto do Tyson.

Estou falando dos engenheiros de alimentos. Porque se você, publicitário, sente uma dor ao ver um TUDO EM 10X no lugar do seu titulinho criativo, imagine só o que eles sentem quando vêem, na prateleira do supermercado, que têm sua parcela de culpa pelo Polenguinho Morango. Pela Bono Floresta Negra. Pelo Nescau sabor Guaraná. Pela pasta de atum Coqueiro Kids. Pelo Goiachup, um KETCHUP feito da mais pura polpa do quê? Do quê mesmo? GOIABA!

E é muito pior para eles do que para você. Com que idade você começou a gostar de propaganda? Seis anos? Dez anos? Doze? Pois bem. Os engenheiros de alimentos começaram a se relacionar com comida assim que colocaram a boca pela primeira vez no seio da mãe. O seu caso com a publicidade é um namorico; o dos engenheiros com os alimentos é uma paixão profunda. Uma paixão que consumiu uma vida inteira, e que eles mesmos estão ajudando a destruir cada vez que entra um briefing para desenvolver um novo sabor de Chee-tos.

Por isso, se você, publicitário, procura um motivo para seguir adiante quando tudo na vida diz não, só existem duas opções: ou tenta outra profissão, ou coloca uma foto do Polenguinho Morango no seu desktop, para lembrar o quão fútil é seu infortúnio. Eu já coloquei a minha.

7 Comments:

Anonymous Gabriel said...

Eu vou por o wallpaper do Ketchup de Goiaba. Não, na verdade acho que vou comprá-lo e deixá-lo em cima da minha mesa, como um troféu.

8:37 PM  
Blogger clarissa said...

eu quase comprei o polenguinho sabor bizarro (achei que era salgado). eu sou super novidadeira, nofa. experimentei quase tudo que tu listou aí.
eu sou a razão de viver do engenheiro de alimentos.

1:00 AM  
Blogger Marina said...

Como uma quase Engenheira de Alimentos (me formo no fim do ano), agradeço por alguém saber q nós existimos! hehehe... Mas é frustrante saber que ninguém fora tua família vai saber tudo o q tu faz... mas enfim... é a vida...

6:57 PM  
Blogger Ingrid Steinstrasser said...

A Maga me recomendou teu blog já que eu faço eng de alimentos...

O texto é muito bom, engraçado, divertido, mas concordo com a Marina. Pense nas coisas boas que engenheiros de alimentos fizeram. Fazendo um balanço, as coisas boas e gostosas vão superar e muito as coisas nojentas do tipo Ketchup de Goiaba (o que é realmente bizarro).

Lembre-se que os publicitários também fazem propagandas chatas, irritantes e nonsense. Enfim, cada profissão tem seus erros e acertos...

7:04 PM  
Blogger Marina said...

ops... fiquei tao emocionada q alguem escreveu sobre eng. de alimentos q esqueci de comentar outra coisa... realmente, às vezes os clientes têm idéias absurdas e tu TEM que desenvolver o produto q ele quer... ketchup de goiaba deve ser nojento!!!

7:09 PM  
Anonymous Anonymous said...

Sim, eu sei disso. O texto se solidariza com vocês, engenheiras de alimentos. Deve ser duro gostar tanto de comida, querer fazer um trabalho legal mas ter que fazer um Goiachup de vez em quando...

Leo

2:35 PM  
Blogger keigiro said...

RUFFLES Twist deve ser bem pior q ter q fazer um roteiro de audiovisual.

11:21 AM  

Post a Comment

<< Home